Bah, Mercedes… Você me empurra para Audi, BMW…

Que tal minha visita à concessionária Mercedes em Porto Alegre?

Sabem como é, quanto mais velho, maiores os sonhos e brinquedos.

Apesar de estar há cinco meses com meu Cruze, fui dar uma espiada na loja da Mercedes-Benz em Porto Alegre, ao lado do shopping Iguatemi.

cruze

PQP, que decepção o atendimento.

Quando a gente se especializa nisso (atendimento), tem vontade de deixar uma lista na saí­da para ajudá-los a melhorar seus serviços. Mas convenhamos, não vou ajudá-los a ganhar ainda mais grana.

Tudo começou…

c180Quando vi uma Mercedes, das simples, na rua.

Uma C180, veí­culo bonito da marca e não muito “cheguei”. Fiquei encantado com o carro (ou com motorista). Daí­ vejo outra que vem buscar filho de um vizinho.

E como se fosse um sinal (o Paulo Coelho gosta disso), começam a brotar do nada, veí­culos dessa marca na sua frente. Fui até a loja.

Lá, ninguém me atendeu e pensei que era isso mesmo, deixar o cliente passear à vontade. Porém, começou uma gritaria estranha: “- Lucas, Lucas…”.

E em alguns instantes estava um gurizão, 20 anos, camiseta branca com o logo Smart (o mini-coisinha estilo Mr. Bean) para me atender. Puxa, pensei, um estagiário para vender carros de R$ 120k pra cima?! Ou pra atender alguém que não marca horário, aparece de calça jeans ou coisa assim (fantasias que passam na cabeça da gente).

Pô, um Smart? Isso me lembra das Romisetas…

romiseta smart

Parênteses

Tenho uma vizinha de porta que é juí­za aposentada. Solteira. Ela foi à mesma loja comprar uma Mercedes. Mas foi de abrigo. O atendimento foi tão ruim que ela comprou o topo de linha… Da Honda!

Disse que esnobaram ela e coisa e tal. De iní­cio, achei que era alguma birra dela, agora creio que é um padrão.

Piadas à parte

Então começo a perguntar coisas para o Júnior. Coisas técnicas. Aqueles lances de desconcertar: “- Por que compraria uma Mercedes e não um BWM ou Audi?” Ele deu uma gaguejada e explicou que o acabamento interior do carro era melhor que os outros.

Perguntei que diferença tem a C180 da C200? Nossa, são 50 cavalos a mais. Eu comentei que não adianta, pois não tem onde andar no Brasil a mais de 120 km/h. Tá sou chato, mas ele podia dizer que isso ajuda em ultrapassagens, aumentando minha segurança etc. Tem também faróis de Xeon. E teto solar. Putz, eu pago R$ 60k a mais por apenas isso?

Tem um prospecto? “- Ah, não tem, mas se o senhor quiser, posso lhe enviar fotos por email.” Fala sério, isso eu pego no Google. Outra coisa: nem se interessou em perguntar meu nome e tratar-me por ele. Foi algo do tipo “- PQP, cliente vindo à loja?”.

Crí¨me de la crí¨me: Perguntei por que um carro de R$ 120l não vem com sensor traseiro de estacionamento?

“- Como vamos vender o carro superior – que tem esse acessório – se ele for igual ao de entrada?”, exclamou ele.

Eu sugeri: “- Puxa, tira também o banco de couro, os freios ABS, a estrelinha, etc. Quem quiser essas coisas vai pagando um plus a mais, igual ao carro da minha filha (Sandero) que vem sem vidro elétrico, sem direção hidráulica, sem ar condicionado etc.”.

aborrecidoBah…

Sai desencantado da loja.

A gente acha que, quando paga barato, há de perder um pouco do atendimento em prol de outro benefí­cio que é o custo do produto (experimenta ir no Brás ou na 25 de março).

Por outro lado, indo numa loja chique de roupa, que cobra caro, presume-se que o atendimento será superior, que o time estará bem treinado para explicar os benefí­cios (que não são o preço, claro) e assim por diante.

Preciso mudar meus paradigmas. Alguma coisa não entendi em compras de Mercedes. Anyway, assim que tiver dinheiro, não será minha marca preferida.

🙁

EL CO

2 comentários em “Bah, Mercedes… Você me empurra para Audi, BMW…”

  1. “Smart (o mini-coisinha estilo Mr. Bean)”? Isso era para ser um comentário “sério/engraçado”? Escrever um post completo sobre a incompetência de uma marca (o que na verdade não é) de automóveis, com comentários (que tentam) se a níveis de críticos automobilisticos e não saber a diferença entre um Smart One e um Mini Cooper?
    Até aí tudo bem, falar de carro como conhecedor no Brasil é uma atividade comum, então é totalmente aceitável. Agora, ser atendido por um funcionário que já levou preconceito só por aparentar uma idade que não condiz com a sua e ainda achar que ele é ignorante porque os comentários dele são para saciar duvidas corriqueiras sobre um carro de R$120k, isso eu acho um pouco absurdo.
    Primeiro fato que se deve entender é que uma pessoa que tem este valor para gastar num carro é porque possui de sobra ou é porque está realmente interessado. O primeiro tipo raramente vai se importar com detalhes do carro e vai manter o foco no conforto (ou no estilo, dependendo do cliente). O segundo vai parar na frente do vendedor quando, provavelmente, já souber tudo possível sobre o carro, logo este não ficará perguntando “Porque Mercedes e não BMW?”.
    Aliás, uma pergunta como esta mostra o porque não deveria comprar nenhum dos dois. Comparar uma C180 com uma i118 não é algo valido, são dois carros extremamente diferentes que só olhando para eles já se vê. Não é algo que precisa de um vendedor para explicar…
    Uma comparação melhor? Talvez uma C200 com uma i320. No momento que tu botar teus olhos no preço, tu vai entender a diferença basica.
    E só como adendo: BMW = Motorsport / Mercedes = Carro Conforto
    BMW e Mercedes se compara com Audi de linhas diferentes, mas não entre si.

    Quanto ao atendimento descrito, se for realmente como dito no post, acredito ter sido de nivel médio, quase aceitável, mas há muitas duvidas sobre o ponto realistico já que dá para se ver uma grande tendencia a odiar a marca/concessionaria.

  2. Salve, Tiago.

    Opiniões são opiniões. Eu jamais entraria dentro de um Smart por medo.

    Segundo, eu também não entendo nada de carros. Só precisava de um empurrão “lógico” do sujeito para me encantar com meu desejo de ter um Mercedes. E ele não me ajudou.

    Não acho que vendam Mercedes pra pessoas de 18 anos. Por isso, imaginei que a pessoa que fosse vender tivesse uma empatia pelos coroas. Não foi o caso desse rapaz que me atendeu que, pelo visto, precisa sacar mais de vendas.

    Odiar a marca? Que *erda é essa? Você acha que eu tenho tempo a perder passeando pelas lojas de carros de Porto Alegre? Eu gastei meu tempo indo numa marca que eu queria comprar. Ou sonhar.

    Smack

    EL CO
    PS: Eu não tenho de sobra, mas eu compraria. Menos um, agora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.