Fala sério, HDI nacional!

Estive relendo com mais calma a primeira pesquisa “HDI Best Pratices Brasil 2005“.

Sou associado do HDI – norte-americano – há um tempão e considero estes trabalhos de pesquisa importantes uma barbaridade para nosso setor. Apesar de não podermos levar ao pé da letra cada resultado (pois ninguém sabe direito a formação do público pesquisado), em termos gerais oferecem dados bem plausí­veis.

Mas o que não deu pra agí¼entar foi que a pesquisa NACIONAL (que tem em seu nome Brasil), tenha levantado a pergunta “15 – Qual a ferramenta de gerenciamento/tracking de problemas é utilizada em sua empresa” e…

Nenhum produto nacional tenha constado nela!

Nos resultados aparecem Vantive, Peregrine, Track-It, Footprints (representada pelo Carlos Sacco, que também representa o HDI no Brasil), Computer Associates, Clarify, Axios e desenvolvimento interno. O gráfico resultou em um total de 58% das respostas.

E os outros 42%?!?!

Fala sério aí­, HDI, onde estão os players locais, tão bons quanto os produtos estrangeiros?

Não é possí­vel que não constem ferramentas como Fireman, Automidia, Trauma Zero, Qualitor, TreeTools HelpDesk-3, Relativa Manager, True e outros!

Mas que pesquisa nacional é essa que não tem cheiro de Brasil?!

Espero que na próxima – e que venha, por que a comunidade precisa de projetos desta envergadura – seja incluí­do um tempero tupiniquim na amostra.

Grande abraço a todos e respondam ao questionário quando solicitados, pessoal!

Não adianta querer só o filé de ler a pesquisa quando estiver pronta; tem que se envolver, coletar e repassar os dados para que o HDI possa gerar um espelho o mais próximo possí­vel da nossa realidade.

Grande abraço a todos

El Cohen

A imagem acima é um pedaço da página 25 do documento “HDI Best Practices Brasil 2005”, publicado pelo https://www.hdibrasil.com.br em 2006.

3 comentários em “Fala sério, HDI nacional!”

  1. Pessoal, tive acesso a esta pesquisa da HDI até porque fui um dos que respondeu o questionário. Parece-me que foi a primeira pesquisa do gênero com a intenção de focar o mercado brasileiro de Service Desk. Acredito que é um item que será aperfeiçoado a partir das próximas pesquisas e passemos então a ter acesso a dados mais concretos da nossa realidade local, até porque este tipo de material é muito importante para servir como balisador em negociações contratuais, indicadores e tomadas de decisão.

  2. Flavio,

    1. NÃ?O FOI A PRIMEIRA PESQUISA. A primeira, com nenhuma modéstia, foi a do HDO a qual tive oportunidade de coordenar e que pode ser acessada no site do HDO ou na minha pessoal, em http://www.robertocohen.com.br.

    2. Ã? claro que este é um trabalho importantíssimo para o mercado. Mas se a gente não criticar, como eles podem melhorar???

    Abração pra ti,

    El Cohen

  3. Amigo Roberto, não estou criticando a sua critica….Apenas dando a minha visão. A sua opinião com certeza tem procedência visto a sua vasta experiência na área. Abs.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.