Competência baseda no CHA francês!

Existe um ramo teórico francês que considera que competência pode ser avaliada através da sigla CHA:

  • Conhecimento
  • Habilidade
  • Atitude

O que significa isso?

Para que eu possa realizar alguma tarefa com competência, preciso ter conhecimento sobre ela. Sem isso, um professor não engana durante muito tempo sua turma, uma pessoa senta no volante de uma Mercedes e nem tem idéia de onde é a ignição e assim por diante.

Contudo, ainda que eu tenha conhecimento, é preciso habilidade para executá-la. Eu posso ler tudo sobre Ferraris e ainda assim não conseguir dirigir uma, por que não tenho habilidade suficiente para isso.

Finalmente, ainda que eu tenha conhecimento e habilidade, é preciso ter atitude também. Isso significa que posso fazer um curso por correspondência para construção de barcos, posso ter feito um bem bonito na tranquilidade do meu rio, mas será que conseguirei arrumá-lo em alto-mar, durante uma tempestade? Conseguirei usar meu conhecimento e habilidade numa situação adversa ou com a atitude adequada que a situação me exigirá?

Bom, tudo isso é pra dizer que defenestro (ato de atirar alguma coisa fora) essa necessidade premente dos profissionais de certificarem-se em ITIL Foundation. Alguém que faz um curso por três dias e, no final do terceiro, passa na prova… Atesta o quê? Apenas que tem conhecimento sobre o assunto.

E onde estão a habilidade e atitude?

Hehehehehe…

Pra mim não vale nada. Esta é a minha visão e respeito quem pense diferente.

Claro: vários podem dizer que o mercado exige, que os fornecedores usam esta métrica para concorrências (puxa, que falta de imaginação para impor especificações mais criteriosas), que é um passo para as próximas certificações ITIL (estas sim, que exigem prática, têm minha reverência ), que os novatos na área precisam se diferenciar, mas…

Caramba, alguém que avalia um colega profissional por uma titulação destas…

Existem tantas outras formas que permitem selecionar melhor o candidato. Testes psicológicos. Entrevistas pessoais. Entrevistas em grupo (para perceber comportamentos como criatividade, liderança, autoridade, controle, uso de poder). Contatos com os empregadores anteriores. Testes técnicos (planeje uma mudança, simule um registro de incidente). Uma lista enorme delas.

Mas avaliar alguém através de um certificado de 3 dias… Arghs!

Para um digressão mais prolongada sobre este assunto, visite:

Colunas em meu site profissional

Abração

El Cohen

2 comentários em “Competência baseda no CHA francês!”

  1. Cargo:
    Analista Suporte (Service Desk)
    Quantidade:
    7

    Período:
    indeterminado
    Local:
    São Paulo, zona Sul

    Perfil da Vaga:
    – Conhecimentos avançados em suporte a plataforma W2K – Conhecimentos em Ferramentas Office – Conhecimentos avançados em suporte a aplicações. – Conhecimentos avançados de arquitetura Cliente/Servidor – Bons conhecimentos em Active Directory – Bons conhecimentos de Infraestrutura de Rede. – Inglês fluente -– Desejável experiência em Suporte 1.º nível

    Solicito cv atualizado.

  2. Cargo:
    Analista Suporte (Service Desk)
    Quantidade:
    7

    Período:
    indeterminado
    Local:
    São Paulo, zona Sul

    Perfil da Vaga:
    – Conhecimentos avançados em suporte a plataforma W2K – Conhecimentos em Ferramentas Office – Conhecimentos avançados em suporte a aplicações. – Conhecimentos avançados de arquitetura Cliente/Servidor – Bons conhecimentos em Active Directory – Bons conhecimentos de Infraestrutura de Rede. – Inglês fluente -– Desejável experiência em Suporte 1.º nível

    Solicito cv atualizado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.