Almas Mortas

Meu livro preferido não é de administração, nem de filosofia. Nem de auto-ajuda ou didático. í? uma novelinha de um autor sensacional – Nikolai Gogol – que admiro com profundo respeito.

Comprei-o numas férias em Canasvieiras, praia de Florianópolis. Um daqueles embalados e que fazem parte de coleções que os jornais oferecem para estimular vendas em baixa estação. Assim, adquiri-o numa banca de revistas para ter o que fazer enquanto minha esposa torrava na areia das 10:00 às 17:00. Eu me escondia embaixo do guarda-sol lendo. Volta-e-meia sumia dentro do mar salitroso pra aliviar o pêlo chamuscado pelo astro-rei.

A história de Almas Mortas é muito criativa…

O personagem principal descobre ser possí­vel pegar dinheiro emprestado do governo cedendo como garantia seus escravos (ou almas, como chamavam naquele tempo, lá na Rússia, daí­ a origem do tí­tulo). Só que o governo realiza censo de escravos de dez em dez anos. Então o herói-malandro sai comprando aqueles que já morreram. Claro que todo mundo vende por uma pechincha e o personagem usa-os como garantia.

Muitas situações cômicas, irônicas e sarcásticas acontecem nessa narrativa, além de usar como pano de fundo a Rússia da virada do século. E pra conhecer isso, só lendo. Eu gosto muito desse autor. Tanto que em 2003, gastando as horas de lazer fuçando em PHP + MySQL, projetei um produto para Registro de Imóveis (e até cliente achei!). Batizei-o com nome de GOGOL.

Visite https://www.pdg.com.br/nikolai/gogol.htm

Esse sujeito também escreveu outras obras memoráveis como “O Inspetor-geral” – sensacional também-, “O nariz“, “O retrato“, “O capote” e outras obras. Faça download no site. Algumas em inglês, outras em português.

í? impossí­vel deixar de ler alguma obra desse estupendo escritor.

Vai por mim, garanto a satisfação.

Abraços

El Cohen

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.