Katzo, Gilnei morreu!

Voltei de um treinamento de imersão no balneário de Torres/RS. Foram três dias discutindo e aprendendo, em laboratório vivencial, PODER e AUTORIDADE. Sem celular, televisão, jornal, etc.

Hoje, quando começo a ler os boletins eletrônicos, me deparo com essa notícia:

A TI do Rio Grande do Sul perdeu um guerreiro na quarta-feira, 15, com o falecimento do seu diretor executivo e sócio-fundador do Baguete Diário, Gilnei Quintana Marques. O jornalista foi cremado nesta quinta, 16, em Porto Alegre, cidade que assistiu às maiores realizações do profissional, nascido em 08 de junho de 1966 em Santana do Livramento.

Caramba.

Consultoria

Infelizmente, nos tempos modernos, o consultor tornou-se uma mão-de-obra cara.

O “infelizmente” na frase acima refere-se a “mão-de-obra” e não ao “cara“.

Por quê?

Por que o gerente de suporte técnico (ou de Help Desk, Service Desk, seja lá o que estiver afixado na porta do departamento) quer contratar um funcionário que tenha bagagem técnica, sob a égide de “consultor“. procura alguém que consiga responder as suas perguntas. Alguém com conhecimento suficiente para “matar a charada” e passar para o próximo assunto.

Entristece-me constatar isso.

Por que – a meu ver – deveria ser diferente.